NÓS e ELES!

Será que é possível em um grupo existir NÓS e ELES?

Definitivamente a palavra ELES não combina nem um pouco quando utilizada para se referenciar a um grupo do qual pertencemos.

ELES do futebol, ELES da igreja, ELES do trabalho, ELES do financeiro, ELES, ELES e mais ELES!

Chega a ser curioso, mas você já parou para pensar que quando está tudo bem, ou é do nosso interesse, utilizamos naturalmente o “NÓS”, mas quando algo não segue conforme o esperado, temos uma facilidade enorme de migrarmos para o “ELES”!

Talvez você esteja pensando que isto é somente um jogo de palavras, mas a cada dia estou mais convencido de que todas as palavras que saem da nossa boca, assim como os nossos pensamentos, tem um poder enorme de atrair e realizar! Eu sei, pode estar parecendo um pouco romântico demais, eu também já pensei assim, mas é o que faz sentido para mim hoje!

Quando utilizamos a palavra ELES para se dirigir a um grupo no qual estamos inseridos, podemos até não perceber, mas estamos automaticamente omitindo o nosso compromisso com o mesmo, ou pior, por muitas vezes estamos atribuindo a terceiros o que é nosso por dever e isto em um grupo é totalmente destrutivo e desagregador.

Entendo que por muitas vezes decidimos participar de um grupo por impulso e que a nossa participação em alguns grupos no início da nossa vida foi praticamente imposta, como por exemplo a família, a escola e por ai vai! Mas você há de concordar comigo, que a partir de um certo momento da sua vida você se tornou livre para escolher a qual grupo pertencer.

O mesmo acontece quando você escolhe uma empresa para trabalhar, neste momento você também escolhe participar de um grupo, ou seja, a partir deste momento o “ELES” se transforma em “NÓS”! Pelo menos é assim que deveria ser!

Sempre que abordo este assunto em algum treinamento, lembro de um amigo, trabalhamos juntos por muito tempo e sempre que ele ouvia alguém da equipe dizer “ELES”, com uma expressão de indignação ele olhava para a pessoa e dizia: ELES quem cara pálida?

Não deixava de ser engraçado, mas era o recado de que independente do que tinha acontecido, o grupo precisava se unir para superar!

Aprofundando um pouco a minha provocação, quando você está sozinho é natural que os seus objetivos estejam em evidência e os mesmos tornam-se prioridade para você, mas quando você escolhe estar em um grupo, não esqueça que a partir deste momento são os objetivos do grupo que ocuparão o primeiro plano!

Trocando em miúdos, para que você se sinta parte de um grupo é fundamental que os seus objetivos estejam alinhados com os objetivos do grupo! E no caso de uma empresa, isto não é diferente!

Trago esta provocação, pois ao circular pelas empresas durante os mais variados trabalhos que realizo, ouço muitos “ELES” ao invés de “NÓS” e isto para mim é um indicador de que os objetivos das pessoas, por muitas vezes não estão alinhados com os objetivos da empresa.

É muito comum ouvir expressões como:

– Quando eu voltar para a empresa, vou ver com ELES do financeiro o motivo do atraso.
– Foram ELES lá da coordenação que pediram para fazer assim, eu avisei!
– ELES lá do marketing é que esqueceram de colocar os valores.

E por aí vai…

Claro que todos nós ocupamos papéis e possuímos responsabilidades individuais em uma empresa, mas não podemos esquecer, que assim, como o nosso organismo, cada parte que compõem uma empresa não é INDEPENDENTE (eu faço o meu trabalho) e sim INTERDEPENDENTE (eu dependo do trabalho de alguém e alguém depende do meu trabalho), desta forma, o justo perante o grupo é o uso do “NÓS” e não do “ELES”! Você concorda?

Se compreendermos isto, todo contexto muda para melhor e o grupo alcança a tão esperada coesão, o que permite também que cada um dos participantes deste grupo se torne ainda mais forte!

Em um grupo que pensa e age assim são estas as expressões ouvidas:

– Ao voltar para a empresa NÓS iremos verificar o motivo do atraso.
– Vou falar com a NOSSA coordenação, pois desta forma acredito que não irá funcionar.
– Vou conversar com o NOSSO pessoal de marketing para inserirmos os valores ainda hoje.

Sim! Algumas mudanças de hábitos no dia a dia parecem bobinhas e por muitas vezes sem sentido, mas se você, assim como eu, acredita que os pensamentos e as palavras tem poder, temos uma simples, porém efetiva mudança para estimular e ressignificar a nossa participação nos grupos, inclusive no nosso trabalho, afinal, passamos 1/3 do nosso dia nele!

Procure se observar no dia a dia, caso a palavra ELES esteja predominando, pode ser um sinal de que será necessário algum alinhamento, ou quem sabe, um indicador de que talvez você não pertença aquele grupo! E não tem nada de errado com isto, com certeza você não precisará procurar muito para encontrar um grupo que se alinhe com os seus objetivos!

Lembre-se, salvo algo de força maior, na vida você não é obrigado a nada!

Fica aqui o desafio, abrace os grupos que fazem sentido para a sua vida e transforme o “ELES” em “NÓS”!

Finalizo esta reflexão reforçando que este conteúdo foi preparado com muito carinho para estimular você a ressignificar hábitos na sua vida, se ele fez sentido para você, a melhor forma de retribuir é ajudando para que ele alcance o maior número de pessoas possíveis, para isto, basta você deixar o seu “like” ou o seu “deslike”, o seu comentário e se possível compartilhar com as pessoas que desejar!

Todas as semanas temos um conteúdo novo relacionado a gestão! Se você desejar ser notificado em primeira mão a cada publicação é só se inscrever na mídia social da sua preferência ou se cadastrar na minha lista privada, para isto, basta clicar no link que está na descrição!

Muito obrigado pelo seu tempo, pela sua atenção e até a próxima!

Conheça as minhas mídias sociais ou inscreva-se na minha lista privada:
https://www.alexandrodeschamps.com/social